Aguarde...

O que fazer e o que não fazer nas entrevistas de saída

 



Quando você sai de um emprego, é comum que o departamento de recursos humanos entre em contato com você e marque uma entrevista de saída. Durante esta conversa, você será perguntado por que está deixando a empresa e para obter um feedback geral sobre a organização. 

Por que os empregadores configuram entrevistas de saída

Para as empresas, saber por que as pessoas decidem sair é extremamente útil. Se, por exemplo, um funcionário que está saindo diz que não há espaço para crescimento, a empresa pode ajustar sua estrutura organizacional.


Além disso, as pessoas podem ser mais honestas em seus comentários do que em uma avaliação de fim de ano. (No entanto, embora seu empregador possa querer sua opinião honesta, você não deve usar uma entrevista de saída como uma oportunidade para descarregar uma pilha de queixas. Veja mais sobre isso abaixo.)


O que esperar em uma entrevista de saída

O formato de uma entrevista de saída varia de empresa para empresa. Você pode preencher uma pesquisa por escrito, ter uma reunião cara a cara ou experimentar uma combinação dos dois.


Normalmente, alguém do departamento de recursos humanos conduzirá a entrevista. Seu gerente direto também pode se encontrar com você - talvez em um ambiente mais informal, como um almoço de despedida - para examinar sua motivação para ir embora.


Aguarde perguntas com foco em sua experiência na empresa, incluindo os pontos altos e baixos, bem como os motivos da sua saída.


Aguarde perguntas com foco em sua experiência na empresa, incluindo os pontos altos e baixos, bem como os motivos da sua saída.


O que dizer durante sua entrevista de saída

Como em qualquer ambiente de entrevista, não minta durante a entrevista de saída. No entanto, você pode querer redigir cuidadosamente suas respostas para não queimar nenhuma ponte.


O mundo do trabalho pode ser pequeno e você nunca sabe quando encontrará um ex-colega em um novo emprego. (Se você for muito crítico em sua entrevista de saída, a notícia pode potencialmente se espalhar do RH para outros funcionários.) Além disso, é difícil solicitar uma referência depois de queimar uma ponte.


O que fazer e o que não fazer nas entrevistas de saída

Aqui estão mais coisas que devemos e não devemos fazer durante a entrevista de saída.


FAZER: Aja profissionalmente. Assim como em qualquer outra entrevista, comporte-se profissionalmente na entrevista de saída. Isso não significa que você não possa ser crítico ou oferecer feedback sobre áreas que precisam ser trabalhadas - mas evite ser desagradável. E, tanto quanto possível, seja positivo - mesmo que você não goste do trabalho, dos colegas de trabalho ou da vibração da empresa. Se puder, tente fazer pelo menos um elogio durante a conversa.


NÃO: Reclamar, desabafar ou ser rude. Pense nisso como o reverso do conselho “Faça: aja profissionalmente”. Sua entrevista de saída não é um momento apropriado para reclamar de colegas de trabalho, de um gerente ou de atribuições. Acima de tudo, seja educado - não há problema em expressar uma crítica, desde que formulada com educação. Basicamente, não seja maldoso ou ofensivo.


FAZER: Compartilhe informações específicas e úteis. Houve um problema ou situação que precipitou sua busca por emprego e eventual saída? Isso é algo que você pode mencionar. Em caso afirmativo, mantenha-o factual - concentre-se no que aconteceu, e não em como você se sentiu, e compartilhe exemplos específicos. E faça o seu melhor para ser um solucionador de problemas, sugerindo soluções quando apropriado. Dessa forma, você soará construtivo e não como um reclamante.


FAZER: Planeje o que você vai dizer. Você quer ser honesto nessa conversa, mas também não quer dizer nada que deixe seu entrevistador com uma má impressão. Praticar o que você vai dizer, antes da entrevista, garante que você não fale mal ou fale mal uma resposta. Dê uma olhada em uma lista de perguntas comuns da entrevista de saída.


NÃO FAÇA: Vanglorie-se do seu novo emprego. Isso se enquadra na categoria de não ser rude. Você pode falar sobre alguns dos aspectos positivos da nova posição - obviamente, você está saindo por um motivo, certo? Mas não exagere. É comum os entrevistadores perguntarem por que você está saindo. Se você fizer isso, poderá destacar um aspecto positivo da nova função - aumento de salários, maiores oportunidades, um cargo mais alto, etc. Basta manter a simplicidade. 


NÃO: Seja mesquinho. Almoço roubado? Colega chata que corta as unhas? Esses podem ser alguns dos motivos para sua saída da empresa, mas provavelmente não se qualificam como informações significativas que o RH deseja da entrevista. E isso faz você parecer pouco profissional. Portanto, mantenha o feedback substantivo, não pequeno.

tp

Privacy Policy | Cookie Policy | Terms and Condition| Contato | sitemap